Main

Por que congressos realizados na Bahia são um sucesso?

A Bahia tem se tornado um grande destino de turismo, tanto para o público nacional, quanto para o internacional. Além de um berço da cultura brasileira, o estado é repleto de programações exclusivas, divididas entre as festas e celebrações típicas, praias e a agitada vida noturna do local. Alguns elementos que chamam a atenção, principalmente de turistas estrangeiros, são o carnaval, a culinária e as atrações culturais.

 

As potencialidades do local

Esses aspectos promovem uma atmosfera naturalmente baiana: o clima descontraído e espontâneo, e a criatividade e alegria da população. Esse sucesso do turismo, entretanto, não se deve apenas à natureza do lugar, apesar de ser intensificado pela mesma.

Os resultados colhidos são fruto de anos de trabalho em mecanismos de desenvolvimento dos produtos turísticos de qualidade. Diferentemente de outras capitais, a Bahia trata o turismo como algo profissional e investe em seu desenvolvimento.

Porém, com o tempo, percebeu-se que o setor de consumo atraído não incluía os viajantes profissionais, ou seja, quem viaja a trabalho. Por isso, um segmento crescente na Bahia é o de turismo para negócios e para o ramo empresarial, tipo de investimento que é mais comum em locais como São Paulo e Brasília.

 

Benefícios do turismo de negócios

O turismo de negócios, que engloba a realização de congressos, é muito bom para a economia do local, uma vez que o público realiza eventos com frequência, garantindo o aumento na renda. Além disso, a realização de eventos profissionais melhora a imagem do local, atraindo outros segmentos de consumo.

Ainda há o fator do aumento da procura de hospedagem e de serviços em geral, como serviços aéreos, de alimentação, aluguel de carros e salas para convenções, entre outros. Esse crescimento é sentido diretamente na receita financeira do local.

Na Bahia, um lugar amplamente focado no turismo para lazer, existem muitos elementos da infraestrutura que podem estar ociosos, como pode ser o caso de salões, espaços para feiras, e até equipamentos eletrônicos. Outros beneficiados pelo turismo de negócios seriam os profissionais técnicos, que entrariam em contato com um mercado de potencial.

 

Fatores de sucesso nos congressos baianos

Para além dos fatores de benefício para o estado, a Bahia em si é um dos melhores locais para produção de congressos. Isso se deve a diferentes motivos, mas principalmente ao ambiente. O visitante que vai a negócios pode integrar uma atmosfera mais forma e profissional à atmosfera descontraída do lugar.

Desse modo, fugimos daquela sensação cansativa das viagens para trabalho. Podemos, inclusive, conhecer pontos turísticos e dar um ar mais informal aos acordos e decisões tomadas ali. Palestras e reuniões podem ser realizadas em locais mais abertos, por exemplo.

Outro aspecto importante é, como já dito, a preparação do local. Por ter um setor de turismo mais avançado e desenvolvido, a Bahia se adapta melhor a diversa gama de exigências e condições que podem ser pedidas pela empresa que deseja fazer eventos ali.

Alguns números comprovam que, realmente, o estado é sucesso quando se trata de turismo. Apenas esse mês a Secretaria de Turismo da Bahia divulgou um índice de 70 a 100% de ocupação hoteleira nos principais destinos baianos.

O aumento da procura por pacotes de viagem foi a principal taxa de crescimento sentida pelas empresas desse segmento. Devemos notar que esses números se referem ao período fora de férias e datas comemorativas, como é o caso do natal e do ano novo. Isso demonstra que já há uma base fértil para receber o turismo de negócios.

Outro dado que mostra o potencial do estado em relação ao turismo de negócios diz respeito ao número de eventos por região do país. Apenas atrás do Sudeste, o Nordeste produz 20% dos eventos que se enquadram no segmento turístico de negócios, de acordo com o boletim de inteligência da SEBRAE.

Por fim, a Bahia ainda possui um dos principais polos de realização de eventos socioculturais, o que pode atrair a atenção de investidores e empresários do ramo. Cerca de 76% do total de eventos produzidos é do segmento sociocultural. Isso é importante, pois casa com o perfil da população baiana e das cidades em si.

Mais uma vez, essa é uma chance do local mostrar sua diversidade cultural e integrar o profissionalismo ao descontraído, uma vez que esse ramo está ligado ao lazer e educação. Por isso, é esperado que produções desse meio consigam sucesso mais rapidamente em cidades como Salvador, por exemplo.